segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

SAÚDE


CONTRA O MOSQUITO

Secretaria Estadual de Saúde instala sala para monitorar o mosquito da dengue

As ações de monitoramento do mosquito Aedes Aegypti no âmbito estadual irão ficar a cargo de uma só equipe.

Pelo menos essa é a proposta da Sala de Situação da Secretaria Estadual de Saúde, apresentada à imprensa semana passada e que começa a funcionar nesta segunda-feira 28 de dezembro.

Localizado no 7º andar do prédio da Sesap, o local pretende reunir todas as principais atividades voltadas ao combate a proliferação do vetor da dengue, zika vírus e febre chikungunya, e monitorar o plano estadual de enfrentamento ao mosquito.

EVITAR

Atualmente no país, circulam três doenças transmitidas pelo  mosquito Aedes Aegypti: dengue, vírus zika e a febre chikungunya.

Em comum elas possuem características sintomáticas como febre alta, dor no fundo dos olhos, vermelhidão na pele, coceira e distúrbios gástricos.

Com 154 casos suspeitos da microcefalia ligados ao vírus zika, o Rio Grande do Norte lidera o número de óbitos no país, com dez.

Pernambuco continua sendo o estado com maior número de casos: 1.031.

Em seguida vem Paraíba com 429 e Bahia com 271 casos.

Neste cenário, a melhor forma de prevenir essas enfermidades é a eliminação do mosquito transmissor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário