terça-feira, 19 de setembro de 2017

CEARÁ-MIRIM


ATUAÇÃO PARLAMENTAR

Vereadora Jumária Mota explica porque votou pela instalação da Comissão Especial de Inquérito

Numa sessão aparentemente tensa e com a galeria da Casa tomada por dezenas de populares, a Câmara Municipal de Ceará-Mirim aprovou na tarde da última quinta-feira 14/09 uma Comissão Especial de Inquérito-CEI, destinada a apurar possíveis irregularidades causadas pela gestão do prefeito Marconi Barreto-PSDB.

De autoria de seis parlamentares, a matéria ainda recebeu em plenário os votos favoráveis de outros cinco vereadores, tendo sido aprovada com 11 votos favoráveis, um contrário, tendo sido ainda verificadas três ausências.

Durante a sessão, a vereadora Jumária Mota-Podemos, ao encaminhar o seu voto, falou da necessidade de se apurar as possíveis irregularidades e identificar responsabilidade.

“Voto a favor da instalação da CEI, pelo prosseguimento dos trabalhos investigativos referentes às suspeitas do assunto, não só objetivando a punição máxima aos praticantes dos crimes que por ventura sejam detectados, mas principalmente por estar convicta de que os princípios da transparência, da legalidade, da isonomia e da moralidade da gestão pública vêm sendo acintosamente desrespeitados pelo chefe do Poder Executivo do Município”, disse a vereadora em plenário.

Jumária Mota destaca também que todos os parlamentares foram outorgados através da confiança do voto popular para serem fiscalizadores da administração pública.


“Não podemos decepcionar a sociedade permitindo que esta violação continue e tome maiores proporções, e que por isso, faz-se necessária uma fiscalização minuciosa e bem detalhada do tema em questão”, finalizou a líder do Podemos na Câmara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário